Comunidades quilombolas preparam-se para receber turistas em Cachoeira-BA

Seis comunidades quilombolas, pertencentes ao município de Cachoeira (a 111 quilômetros de Salvador) e seus arredores, estão se preparando para recepcionar turistas de todas as partes do mundo, através do projeto Rota da Liberdade, numa alusão à luta que os negros travaram para conquistar a alforria e formar os quilombos.

O roteiro, que é desenvolvido por um grupo de turismo étnico de base comunitária da própria comunidade, visa estabelecer um contato direto com os aspectos culturais e históricos que permeiam um quilombo. Além disso, o projeto também busca estimular a autonomia socioeconômica da região com base na produção associada ao turismo, através da economia solidária.

O projeto conta com a consultoria do Sebrae e o apoio da iniciativa privada, por meio do Instituto Votorantim e Instituto Brasileiro de Educação em Negócios Sustentáveis (Ibens). “Nosso trabalho visa desenvolver ações com foco no empreendedorismo e geração de renda na comunidade”, explicou o gestor do Sebrae, Isaílton Reis.

De acordo com Ângela Crispina, que é uma das guias da Rota da Liberdade e integrante da comunidade do Kaonge, o percurso de visitação varia de três horas até um dia inteiro, “dependendo da escolha do visitante”. A guia informou ainda que o local já recebeu grupos com mais de 50 pessoas para fazer os roteiros e que a demanda é maior durante o verão.

Rota da Liberdade- O projeto é formado por 19 guias que fazem parte das próprias comunidades e são capacitados em história e geografia regionais, primeiros-socorros e condução de trilhas. O roteiro envolve seis comunidades do município: Kaonge, São Francisco do Paraguaçu, Dendê, Engenho da Ponte, Engenho da Praia e Camboa. Seus principais roteiros são: Dia a dia, Histórico e Trilha Griô Caravanas dos Orixás.

No primeiro roteiro, o visitante dispõe de um passeio compacto pelos aspectos culturais e históricos de apenas uma comunidade escolhida pelo próprio grupo. No local, podem ser acompanhados alguns processos como a produção de farinha, de azeite de dendê, de xaropes, além do contato com as rezadeiras e griôs do terreiro local. Também há palestras e ainda apresentações culturais.

No roteiro histórico, o grupo pode fazer o percurso de barco, passando pelo Convento de Santo Antônio, pela Igreja Matriz de Santiago do Iguape, Camboa de Pau, o cultivo de ostras, pela Igreja de Nossa Senhora da Conceição e também pelos manguezais da região. O trajeto depende da maré e o caminho alternativo é fazer o percurso de carro.

O roteiro Trilha Griô Caravanas dos Orixás percorre a comunidade do Engenho da Ponte, com visita à igreja do local, seguida de palestras com as mestres griôs das comunidades, e apresentação da esmola cantadas; podem acompanhar também a produção de azeite de dendê, de farinha, de xaropes, seguida de visita ao terreiro, além de apresentações de samba de roda e dança quilombola. No local, os visitantes podem adquirir produtos feitos pelos próprios moradores, como colares, farinha, azeite de dendê, mel, doces, dentre outros.

Para mais informações sobre agendamentos de visita é só entrar em contato com Isaílton Reis (Sebrae) pelo telefone (75) 9981-7921, ou com Andreza Viana (representante do Quilombo) pelo telefone (71) 9607-1452.

Setur realizou capacitação para o turismo étnico-afro

Em 2011 e 2012, a Secretaria Estadual do Turismo e o Ministério do Turismo desenvolveram o Programa de Pesquisa e Qualificação Profissional e Empresarial para o turismo étnico-afro, nos municípios de Cachoeira, São Francisco do Conde, Maragojipe e Santo Amaro, beneficiando 500 pessoas com cursos de garçom, cozinheiro, recepcionista/camareira e empreendedorismo. A carga horária foi de 200 horas/aula.

1 Comentário

1 Comentário em "Comunidades quilombolas preparam-se para receber turistas em Cachoeira-BA"

  1. Maria de Totó em 26 de maio de 2013 @ 20:32

    SOU PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO DE MULHERES DO QUILOMBO DO TABULEIRO DA VITÓRIA- ZONA RURAL DE CACHOEIRA-BA, QUAIS OS PASSOS QUE EU DEVO SEGUIR PARA INCLUIR O MEU QUILOMBO NESSE PROJETO, JÁ QUE TABULEIRO DA VITÓRIA É TAMBÉM ÁREA REMANESCENTES DE QUILOMBO?

Deixe seu comentário

Spam Protection by WP-SpamFree

Praça Castro Alves

Turismo de A a Z

Twitter

Secretaria de Turismo, Av. Tancredo Neves, Desenbahia Bl-A, Caminho das Árvores, CEP 41.820-904, Salvador, Bahia, Brasil, Tel.: 55 71 3116 4131.