• Prêmio de boias práticas 2017
  • Novas sedes e visturas reforçam segurança no Sudoeste
  • Banner Recadastramento do Servidor

Notícias

30/10/2017 16:10

Cultura baiana é divulgada em cidade de partida da Regata Jacques Vabre


 

Um intenso trabalho de divulgação de elementos da cultura da Bahia está sendo realizado pela Secretaria do Turismo da Bahia (Setur) na Vila da Regata, em Le Havre, para incentivar o turismo no Estado. A cidade portuária da França será o ponto de largada, no próximo domingo (5 de novembro), da 13ª edição da Regata Jacques Vabre, que percorrerá 4.350 milhas náuticas com destino a Salvador. São duas cidades tombadas pela Unesco como patrimônio mundial unidas por uma competição esportiva que atravessa o Atlântico de Norte a Sul.


Na Vila da Regata, em atividade desde o final de semana, há apresentações de capoeira e baianas tipicamente vestidas posam para fotos, além de distribuir fitinhas do Senhor do Bonfim. “Todos os participantes da competição foram saudados com uma fitinha do Bonfim por nossas baianas, desejando boa viagem para a Bahia”, diz o subsecretário do Turismo, Benedito Braga, que acompanha os preparativos para o início da prova na cidade francesa. A competição é realizada com apoio da Setur.

 

“A Regata Jacques Vabre é uma excelente oportunidade para divulgar internacionalmente os nossos atrativos turísticos. Por ser o destino final da competição, Salvador ganha visibilidade, atraindo competidores e dezenas de jornalistas de várias partes do mundo“, afirma Benedito Braga.

 

Este público que vem de fora aproveita a ocasião para conhecer a cidade, ilhas e comunidades do entorno da Baía de Todos-os-Santos. Os competidores e apreciadores de esportes náuticos se interessam também pelos pontos de mergulho, pelo patrimônio local e até por projetos ambientalistas da região. Ao mesmo tempo, entram no circuito cultural e gastronômico de Salvador.

 

Realizada de dois em dois anos, a Regata Jacques Vabre  volta a ter Salvador como ponto de chegada depois de dez anos. A dupla representante do Brasil na competição, o baiano Leonardo Chicourel e o angolano radicado em São Paulo José Guilherme Caldas, seguiu para Le Havre desde quinta-feira passada, depois de realizar os preparativos iniciais na cidade de Hamble, Inglaterra. Eles participam pela primeira vez da Jacques Vabre, estimulados pela quebra de recorde na categoria Double Hand que conquistaram na regata Cape2Rio 2017.

 

Repórter: Eduardo Bastos

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.