• Setur

Notícias

28/11/2023 15:11

Com investimento de R$ 27 milhões, governador apresenta estratégias da Operação Verão 2023/2024

O lançamento da Operação Verão 2023-2024 foi realizado na manhã desta terça-feira (28) pelo governador Jerônimo Rodrigues. Na ocasião, ele também entregou 125 viaturas e quatro embarcações à Secretária de Segurança Pública, em dois atos, no Farol da Barra e na Praça Terreiro de Jesus, no Pelourinho.

 

Em seguida, Jerônimo se reuniu com representantes do trade turístico e de movimentos de cultura da Bahia para apresentar os detalhes da ação. Ao todo, são R$ 27 milhões de investimento do Governo do Estado, que inclui um incremento mensal de 4.500 policiais militares, em esquema de plantões extras para aqueles que estão de folga, o que representa R$ 2,6 milhões.

 

Os atos tiveram início às 7h, em um dos mais importantes cartões postais de Salvador - o Farol da Barra, onde Jerônimo entregou 63 viaturas para a Polícia Militar da Bahia (PMBA) e quatro embarcações de casco semirrígido para o Corpo de Bombeiros Militar (CBMB). Em seguida, o governador esteve na Praça Terreiro de Jesus, no Pelourinho, para a entrega de 62 viaturas para a PMBA.

 

O governador destacou a importância da operação e esclareceu o principal intuito da ação. "É um fortalecimento das forças de segurança, para que as pessoas do próprio estado possam ter a confiança e a dignidade de curtir as suas férias com seus familiares, mas, também, para aqueles que virão fazer turismo, participar das festas de largo, no interior e na capital, e, principalmente, para garantir a segurança durante o carnaval", explicou Jerônimo.

 

Jerônimo falou, ainda, sobre a orientação às forças de segurança, na utilização das tecnologias para atuar na preservação de vidas. "A nossa determinação é de atuar com o rigor e a firmeza da ação, mas sempre para preservar vidas. Utilizaremos o serviço de tecnologia com câmeras, com reconhecimento facial. A cada dia, a gente vê a quantidade de pessoas presas sem utilização de violência ou do uso de armas. Então, vamos usar do rigor de quem está trabalhando para a segurança da sociedade e pedir que a comunidade seja parceira nesse momento", frisou.

 

Cerca de R$ 22 milhões foram investidos em 125 viaturas e quatro botes rígidos de salvamento. As viaturas, de duas e quatro rodas, serão empregadas nos pontos turísticos, no patrulhamento em regiões com hotéis e pousadas, nas principais vias e, também, no entorno dos grandes eventos. Já as embarcações serão empregadas na fiscalização preventiva nas praias, em regiões com rios e, também, lagos.

 

"Eu fico muito feliz em ver que o governo está investindo no turismo, porque, na verdade, o turismo é o segmento que mais emprega. A Operação Verão é uma ação muito bem recebida pelos turistas, sabendo que eles terão segurança em visitar Salvador. Salvador tem muita coisa pra mostrar. A Bahia tem treze zonas turísticas e, cada uma, tem o seu charme, que atrai muito bem o turista", sinalizou Jean Paul, presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagem (Abav).

 

O evento contou, ainda, com a presença do secretário de Segurança Pública, Marcelo Werner; do subcomandante-geral da PM, coronel Nilton Cézar Machado Espíndola; do comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Adson Marchesini; e da delegada-geral da Polícia Civil, Heloísa Brito, além dos secretários do Turismo, Maurício Bacelar, e da Cultura, Bruno Monteiro.

 

Além das entregas para a infraestrutura das forças de segurança, o governador apresentou as ações e estratégias da Operação Verão para representantes do trade turístico e movimentos de cultura da Bahia, no Museu Eugênio Teixeira Leal. Jerônimo lembrou que são pouco mais de seis mil policiais militares, civis e técnicos, além de bombeiros, incluindo ações preventivas, ostensivas, de investigação e resgate. A ação já está ativa desde o último dia 20, e seguirá até 3 de março de 2024.

 

O presidente do bloco afro Ilê Aiyê, Antônio Carlos dos Santos - o Vovô do Ilê, falou sobre o valor das ações e estratégias da Operação Verão para o fomento à cultura e turismo na Bahia: "eu quero parabenizar o governador da Bahia por essa iniciativa em um momento muito importante, em que o turismo vem crescendo, principalmente, o turismo étnico, negro, a exemplo do Novembro Negro, e durante todo o ano, também no Carnaval. Com certeza, traz mais segurança, mais tranquilidade para nós, organizações negras, pra toda cidade e pro turista também".

 

Durante a Operação Verão, a tecnologia de reconhecimento facial também será empregada para proteger baianos e turistas no período. Ações especiais na Baía de Todos os Santos, nas Costas do Dendê, dos Coqueiros, das Palmeiras, do Cacau, do Descobrimento e das Baleias, além da Chapada Diamantina, nos Lagos do São Francisco (Norte) e Caminhos do Oeste, entre outros sítios turísticos também serão aplicadas.

 

"Em todo o estado da Bahia, vamos trabalhar de forma integrada com a Central de Comando e Controle, com a comunicação digital, em um projeto maior, também para facilitar e diminuir o tempo de atendimento de qualquer tipo de ocorrência. A ideia é que a gente facilite cada vez mais. O 'Paulo César', que é o nosso atendente virtual da Polícia Civil, atuará de forma inovadora, em inglês e em espanhol, visando atender os turistas que estão chegando na capital", afirmou o secretário da Segurança Pública, Marcelo Werner.

 

Reconhecimento Facial - O Sistema de Reconhecimento Facial (RF) da SSP, referência mundial na captura de foragidos da Justiça, estará presente nos principais pontos turísticos dos municípios. Câmeras fixas e móveis serão empregadas para auxiliar na localização de pessoas com mandado de prisão expedido pelo poder judiciário. Em 2023, o RF ajudou na captura de 617 pessoas. Cerca de 80% delas eram procuradas por homicídio, tráfico de drogas, estupro e roubo.

 

Desde a sua implantação, em dezembro de 2018, a tecnologia da SSP localizou 1192 foragidos da Justiça. A perspectiva da Operação Verão é de ampliar as rondas e monitoramentos, especialmente nos finais de semana e feriados, quando aumenta a circulação de pessoas nas cidades de maior concentração do turismo. No período, a Delegacia de Proteção ao Turista da Polícia Civil e o Batalhão Especializado de Polícia Turística da PM, que possuem profissionais capacitados para comunicação em várias línguas para facilitar a orientação aos visitantes, atuarão com reforços.

 

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.