• Setur

Notícias

09/02/2024 10:02

Governador dá as boas-vindas ao reinado de Momo, na abertura oficial do Carnaval de Salvador 2024

As chaves de Salvador já são do Rei Momo. A entrega simbólica, que marcou a abertura oficial do Carnaval de Salvador 2024, foi realizada na Praça Castro Alves, na tarde desta quinta-feira (8), quando o governador Jerônimo Rodrigues e o vice-governador e coordenador-geral da festa, Geraldo Júnior, ao lado do prefeito e da vice-prefeita de Salvador, entregaram as chaves de Salvador ao Rei Momo. Este ano, com o tema "Nossa energia é ancestral", o Carnaval de Salvador homenageia os 50 anos da presença dos blocos afro nos circuitos, celebrando a rica cultura e tradição do povo baiano.

 

O governador destacou que a festa, apoiada pelo Governo do Estado, na capital e em mais de 80 municípios baianos, é também um espaço da democracia e para todos os foliões. "Esse será o maior Carnaval dos últimos 10 anos, pela vontade que a população brasileira e os turistas estavam guardando pós-pandemia. E eu não estou falando só de Salvador, que é a nossa grande vitrine. Mas, também temos outros carnavais badalados no interior, como o de Porto Seguro e os da Chapada. Nós preparamos tudo para garantir a segurança pública, com um pessoal qualificado para proteger a quem trabalha e a quem se diverte, e também fizemos uma programação cultural bem ampla", enfatizou Jerônimo.

 

O Carnaval de Salvador 2024 também traz como destaque o programa Ouro Negro, que foi ampliado para este ano, com uma maior participação de Entidades de Matrizes Africanas. Mais de 170 propostas foram contempladas pelo programa, permitindo que blocos desfilem em qualquer um dos circuitos do Carnaval de Salvador e também participem de festas populares em diversas cidades do estado da Bahia, como a Micareta de Feira de Santana e as Lavagens do Bonfim, de Itapuã e de Santo Amaro.

 

Ao lado do governador, o coordenador-geral do Carnaval da Bahia 2024, Geraldo Júnior, reafirma a alegria e o compromisso em realizar junto ao Governo do Estado uma festa inclusiva, que valoriza a cultura da Bahia. "O Carnaval passado já foi um sucesso, e a gente espera que em 2024, se confirme como o maior evento de rua do planeta. Esse com certeza será o Carnaval da democracia, da participação, da igualdade. O Governo do Estado está trazendo cada vez mais uma festa mais participativa, sem cordas, para aqueles que não possam pagar para curtir. É um Carnaval para todos", pontuou o vice-governador.

 

Na Praça Castro Alves, o governador acompanhou um encontro de trios com as apresentações de Carlinhos Brown, Ivete Sangalo, Baiana System e Ilê Aiyê, de onde seguiu para o Campo Grande para prestigiar o início oficial dos desfiles no Circuito Osmar Macedo.

 

Na chegada ao Campo Grande, o governador visitou as instalações do posto fixo do Serviço de Atendimento ao Turista (SAT), onde foliões recebem orientações sobre as atrações turísticas, a programação da festa e serviços essenciais, além de um atendimento especial para estrangeiros e pessoas com deficiência auditiva, com disponibilização de intérpretes. Com expectativa de lotação máximo dos hotéis próximos aos circuitos oficiais da festa, o secretário de Turismo, Maurício Bacelar pontua a diversidade do carnaval da Bahia. "Temos diversas festas dentro do Carnaval da Bahia. Temos os blocos independentes, alternativos, os blocos afro, os de corda e camarotes, além das festas nos bairros, feitas pela população. Isso atrai muitas pessoas para a Bahia, é isso que torna o nosso Carnaval único e diferenciado", declarou Bacelar.

 

Do Camarote do Governo do Estado, acompanhado pelo seu secretariado, o governador teve a oportunidade de presenciar a abertura do desfile dos trios no circuito Osmar. O secretário de Cultura Bruno Monteiro destacou as particularidades da cultura baiana que se evidenciam na festa. "O Carnaval é o momento da expressão do jeito diferenciado da Bahia, que realiza a maior festa de rua do planeta. São todas as áreas de Governo juntas trabalhando com o mesmo objetivo, garantir que o carnaval seja bom para todas as pessoas, com alegria, com diversão, com respeito aos direitos, com certeza é isso o nosso diferencial, a Bahia tem essa marca da diversidade e a gente celebra isso no carnaval, esperamos que seja realmente o carnaval de muita alegria, de muita proteção e muita diversão para todas as pessoas", explicou o titular da Secult.

 

A segurança da festa tem uma atuação especial da Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia, que neste ano levou mais de 37 mil agentes para as ruas da capital e de outros 75 municípios, com investimento também em tecnologia. O secretário de Segurança Pública, Marcelo Werner destaca a importância dos recursos aplicados e comemora os resultados já obtidos com o uso dos portais de abordagens que foram ativados desde o pré-carnaval, apreendendo mais de 2 mil objetos proibidos. "Temos ainda 400 câmaras, incluindo as de reconhecimento facial, em todos os circuitos, utilização de drones, embarcações ao longo da costa marítima e o aplicativo alerta cidadão. Ou seja, a operação de segurança está pronta, e o comando controle é ativado no momento da abertura oficial da festa", pontuou Werner.

 


Fonte: Secom

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.