• banner gov

Carnaval

13/02/2024 16:02

Carnaval da Bahia recebe milhares de foliões de cruzeiros marítimos

Cerca de 12 mil turistas desembarcaram dos navios de cruzeiro Grandiosa e Mediterranean, do grupo MSC, no porto de Salvador, na segunda (12) e terça-feira (13) de Carnaval, respectivamente. Eles vieram aproveitar os últimos dias da folia e tiveram receptivo especial da Secretaria de Turismo do Estado (Setur-BA), com microtrio elétrico, recreadores e baianas típicas. O órgão também disponibilizou a confecção de turbantes afro-baianos, além de informações sobre a programação da festa, atrativos turísticos da cidade e serviços essenciais.

 

"Adorei esse receptivo alegre, o que demonstra respeito ao turista. Estou animado para o Carnaval e ficarei uma semana em Salvador", disse o cabeleireiro carioca Pedro Souza, 58 anos. 

 

Também do Rio de Janeiro, a nutricionista Andressa Vasconcelos, 31 anos, aproveitou para fazer seu turbante . "Achei maravilhoso. Logo de cara, mostra algo que tem tudo a ver com a cultura local. Depois do Carnaval, pretendo ir à Praia do Forte", relatou. "A recepção foi ótima. Vim para a folia e sigo para Ilhéus, um lugar que eu sempre quis conhecer", completou a professora paulista Alessandra Cordeiro, 39 anos. 

 

O titular da Setur- BA, Maurício Bacelar, que esteve no porto, destacou a temporada histórica de cruzeiros na Bahia. "Tivemos dois navios durante o Carnaval, mas a temporada segue até o início de maio, quando iremos totalizar 440 mil cruzeiristas em portos baianos, um recorde. No caso de Salvador, a cidade também passou a ser ponto de embarque, o que aumenta o tempo de permanência do visitante na nossa capital".

 

 

Atendimento ao turista – Além do receptivo especial no aeroporto, rodoviária e porto de Salvador, a Setur-BA realiza uma operação com mais de 350 pessoas, entre funcionários da secretaria, guias de turismo e agentes de informação. Eles atuam nos circuitos do Carnaval e em 11 hotéis da cidade, para garantir atendimento aos visitantes nacionais e internacionais. Os estrangeiros e pessoas com deficiência auditiva dispõem de intérpretes.

 

A farmacêutica mineira Marcela Freire, 25 anos, foi atendida no Hotel Íbis, que fica no Rio Vermelho. "A gente sente uma atenção, uma preocupação com o turista. Recebi informações seguras, fornecidas por profissionais capacitados. São coisas que fazem a diferença. Estou encantada com a Bahia", elogiou.

 

"Vim para a Bahia com meu marido, por indicação de uma amiga, e estamos adorando. Fechamos um pacote de seis dias de hospedagem, com bons serviços", contou a veterinária Antoniella Bebian, 53 anos, do Uruguai, que ficou no Catussaba Resort Hotel, em Stella Maris.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.