• banner gov

Notícias

20/02/2024 16:02

Projeto Agô Bahia recupera 10 terreiros para estimular o turismo religioso de matriz africana

A ordem de serviço para a recuperação de nove terreiros de candomblé, em Salvador; e um templo, em Camaçari, foi assinada, nesta terça-feira (20), pela Secretaria de Turismo do Estado (Setur-BA), com a presença de lideranças do povo de santo. Serão investidos R$ 268,5 mil nas obras, que integram as ações do projeto Agô Bahia, voltado para o incremento do turismo religioso de matriz africana. Durante o ato, foram entregues certificados de capacitação a integrantes dos templos beneficiados, que participaram de cursos da Setur-BA sobre atendimento turístico.

 

"Os terreiros são um importante patrimônio cultural da Bahia e têm um grande potencial turístico. O Governo do Estado está estruturando, qualificando e capacitando esses templos, para receber melhor os visitantes. Através do projeto Agô Bahia, esperamos resultados exitosos, em um segmento que desperta muito interesse, especialmente entre os turistas estrangeiros", destacou o titular da Setur-BA, Maurício Bacelar.

 

Para a iyakekerê do Terreiro do Gantois, Ângela Ferreira, "essa iniciativa é uma vitória da comunidade de santo, um reconhecimento do nosso potencial religioso, espiritual e cultural, que vai nos ajudar na manutenção da nossa casa, que recebe milhares de turistas todos os anos".

 

"É muito bom quando o governo se preocupa com as comunidades religiosas. Esse projeto nos faz acreditar que estamos no caminho certo. É importante o turismo estar preocupado com a religiosidade e preparar esse turista, no sentido de que ele tenha mais conhecimento sobre as nossas tradições", disse a ekede do Terreiro da Casa Branca, Cinha Brandão.

 

"A equipe técnica da secretaria visitou a nossa casa e viu o potencial que o candomblé oferece ao turismo. As festas são muito procuradas por turistas de fora. Nunca tivemos nenhum apoio do poder público. Então, o olhar, agora, será importante na recuperação da casa e atração de mais visitantes", completou o tata muguanxi do Terreiro Bate Folha, Cícero Rodrigues Lima.

 

A Setur-BA também está elaborando o roteiro de visitação aos terreiros, com orientações aos turistas sobre como participar das manifestações religiosas de matriz africana. "Ouvimos as lideranças do candomblé e estamos finalizando o material informativo, para que o turista chegue com mais facilidade ao terreiro e siga as recomendações para acompanhar os rituais", explicou o secretário Bacelar.

 

Confira os terreiros atendidos pelo projeto Agô Bahia:

 

Salvador - Casa Branca, Gantois, Ilê Axé Opô Afonjá, Bate Folha, Zoogodô Bogum Malê Hundó, Ilê Maroialaji Alaketu, Ilê Axé Oxumaré, Ilê Asipá e Hunkpame Savalu Vodun Zo Xwe.

 

Camaçari - Manso Kilebemkueta Lemba Furamon


 

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.