• Orientações Covid 19

Notícias

07/02/2020 10:02

Flora Gil recebe título de cidadã baiana em sessão na Assembleia Legislativa

Em reconhecimento à contribuição dada à Bahia como profissional do show business, a empresária paulista Flora Gil, mulher do cantor e compositor Gilberto Gil, recebeu o título de Cidadã Baiana na tarde desta quinta-feira (6), na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba). A indicação foi da deputada estadual Olívia Santana (PCdoB).

 

"Reconhecemos a grande atuação de Flora como empresária no show business, investindo com inteligência e maestria nos negócios do entretenimento, criando o camarote mais inovador e consistente do Carnaval da Bahia e agregando à festa uma marca pautada na sustentabilidade", disse Olívia, referindo-se aos investimentos que a empresária realizou no estado na área de entretenimento, à frente de empresas como GeGê e Jangada, entre outras, e ao Camarote Expresso 2222.

 

A deputada lembrou que celebridades internacionais como Bono Vox e The Edge, do grupo U2, o produtor Quincy Jones, a modelo Naomi Campbell,o cantor  Ziggy Marley e o bispo Desmond Tutu, entre outros, vieram à Bahia e passaram pelo espaço construído no circuito Barra-Ondina. "Hoje Flora possui um conglomerado de referências de instituições e empresas que estão na Bahia", disse Olívia.

 

Na sessão realizada no plenário da Alba, o governador Rui Costa foi representado pelo secretário estadual do Turismo, Fausto Franco. "Ela é uma referência para o nosso Carnaval, uma empresária que muito faz pela Bahia e nada mais justo do que esta homenagem", afirmou.

 

Como empresária, Flora Gil gerenciou mais de 3 mil shows de Gilberto Gil pelo Brasil e o pelo mundo; idealizou e produziu eventos e artistas nacionais e internacionais. Em 1999, criou o projeto do Camarore Expresso 2222, que virou uma referência do Carnaval baiano. Realizou também em Salvador o Festival Combina MPB. "A Bahia faz parte de minha vida, que bom esta homenagem, porque agora sou baiana de verdade", disse Flora, em entrevista antes da sessão.

 

Grande número de artistas, profissionais do show business, empresários, lideranças sociais, culturais e religiosas, políticos e autoridades compareceu à sessão. A mesa de homenagens contou com personalidades como os cantores Margareth Menezes e Luiz Caldas, Alberto Pita, do Cortejo Afro, o publicitário Pedro Tourinho, as deputadas federais Lídice da Matta e Alice Portugal, o professor Paulo Miguez, as empresárias Ivana Souto e Letícia Moama, além de Gilberto Gil e os filhos Nara e Bem Gil, entre outros. Também estiveram presentes a secretária estadual da Cultura, Arany Santana, e de Políticas Para as Mulheres, Julieta Palmeira.

 

A sessão contou também com o toque musical do Cortejo Afro, Filhos de Gandhi e do sanfoneiro Cissinho de Assis. Em seu pronunciamento, Gilberto Gil preferiu cantar o trecho de uma canção de Dorival Caymmi alusiva ao casal formado pelo baiano Jorge Amado e a paulista Zélia Gattai. "Esta titulação, esta consideração que a minha terra presta a ela é uma homenagem merecida, pois ela realmente se mostrou uma missionária da vida baiana," disse o cantor sobre a mulher, antes da sessão. Flora Gil já havia recebido antes o título de Cidadã Soteropolitana.


Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.