• Novas sedes e visturas reforçam segurança no Sudoeste
  • Sei Bahia

Notícias

10/05/2017 15:05

Bembé do Mercado atrai turistas ao município de Santo Amaro


O som de cantos, atabaques e o ritmo das danças vão tomar conta de Santo Amaro, município a cerca de 71 quilômetros de Salvador, desta quarta-feira (10/5) até domingo (14/5), durante a realização do Bembé do Mercado. Único candomblé de rua do mundo, o evento completa 128 anos e reúne, em celebrações aos orixás, cerca de 50 terreiros de candomblé, no largo do Mercado Municipal.

A festa do Bembé do Mercado deve atrair, entre moradores e turistas, mais de 600 pessoas por dia, segundo a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo de Santo Amaro. Entre elas, visitantes de outros municípios baianos, mineiros, cariocas e paulistas, além de norte-americanos e africanos.

Celebrações – Celebrações religiosas, com rodas de cantos e danças aos orixás (xirê), são realizadas a partir das 21h. O ponto alto do evento é a chegada do presente ao barracão, no sábado (13/5), às 22h. No domingo (14/5), um balaio com flores, comidas e presentes biodegradáveis é levado à Praia de Itapema, distrito de Santo Amaro, para ser oferecido à Iemanjá.

Roda de diálogos e saberes, lançamento de cartilha, palestra, apresentação de grupos culturais de samba, capoeira, maculelê e puxada de rede estão na programação. Moradores e visitantes poderão conferir também shows de Ana Mametto, Rebeca Tárique, Raimundo Sodré, Cortejo Afro, Ilê Aiyê e Malê de Balê.

Celebrado desde 1889, o Bembé comemora a libertação dos negros escravizados, reafirmando a cultura de origem africana. Em 2012, a manifestação cultural recebeu do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac) o título de patrimônio imaterial cultural da Bahia.

Qualificação – Em março e abril, a Secretaria do Turismo da Bahia (Setur) realizou uma série de ações no município de Santo Amaro com o objetivo de intensificar a qualidade dos serviços turísticos para o Bembé do Mercado.  A iniciativa contou com apoio da Prefeitura Municipal de Santo Amaro, Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi) e o Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac).

O programa de qualificação, que teve início com o seminário de Turismo Étnico-afro, em março, seguiu com aulas sobre temas como Produção Associada ao Turismo, Empreendedorismo Étnico, e Qualidade no Atendimento ao Turista, qualificando mais de 400 pessoas. Visitas de estímulo à regularização de empresas de turismo junto ao Cadastro dos Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur) também fizeram parte das ações da Setur.

Repórter: Marilena Neco

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.