• RH Bahia
  • RH Bahia

Notícias

31/01/2019 10:01

Largos do Pelourinho recebem ensaios de blocos afros durante o verão





A temporada de verão em Salvador tem muito a oferecer para baianos e turistas que buscam na capital do estado atividades de lazer e cultura. Com uma ampla programação de shows a preços populares e gratuitos, os largos do Pelourinho já se tornaram ponto de encontro para aqueles que desejam curtir a estação mais movimentada do ano.

Na noite desta quarta-feira (30), os largos Tereza Batista e Pedro Archanjo receberam os shows do Bloco Muzenza e Bankoma, respectivamente. A programação integra o projeto Pelourinho Cultural, implantado pelo Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI), que tem por objetivo promover a diversidade cultural com valores acessíveis ou gratuitos nos espaços culturais do Pelourinho. 

O diretor do CCPI informa que durante todo o verão serão realizados 76 shows nos largos do Pelourinho e mais 67 atrações se apresentam durante o Carnaval em vários espaços do Centro Histórico. “O Pelourinho Cultural é um projeto que visa dinamizar este local, que é uma vitrine para o mundo. Para isso estamos realizando shows de segunda a segunda nos largos do Pelourinho. É importante destacar que muitos desses eventos são gratuitos e outros a preços populares entre R$ 20 e R$ 60. É uma política da diversidade, da inclusão, dando espaço para os novos artistas também”. 

Em 2017, o Governo do Estado investiu mais de R$ 1,5 milhão na reforma dos três largos do Pelourinho (Tereza Batista, Quincas Berro D’Água e Pedro Archanjo) para oferecer mais comodidade e segurança aos frequentadores dos espaços. 

Atração do Largo Pedro Archanjo, o bloco afro de Lauro de Freitas, Bankoma, lotou o espaço. Com cerca de quatro mil membros, o Bankoma tem forte ligação com a comunidade de Portão, onde surgiu, e deve levar para o Carnaval deste ano a energia das folhas para o circuito da folia. “Esses ensaios representam um aquecimento para o nosso Carnaval. A energia das folhas, do princípio do culto do candomblé, é o que iremos apresentar. O nosso bloco coloca na avenida a sua comunidade e tudo é feito pela mão, pelo canto e energia da comunidade e do terreiro”, explicou a presidente do Bankoma, Mametto Camurici. 

O bloco Bankoma ainda deve realizar mais dois ensaios no largo Pedro Archanjo, nos dias 6 e 12 de fevereiro. A entrada é gratuita. Já o bloco Muzenza realizará mais duas apresentações no largo Tereza Batista e os ingressos custam R$ 20. “Estamos iniciando os nossos ensaios mais cedo para fazer um Carnaval digno dos nossos associados. Estar no Pelourinho abrilhanta ainda mais esse trabalho, pois este é o cartão postal de Salvador”, pontuou Nen, vocalista do bloco. 

Repórter: Jairo Gonçalves

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.